O lançamento do livro acontece na noite desta sexta, 28, em Crato. Fotos Samuel Araújo Samuk

O livro, que traz um amplo trabalho de resgate histórico, será lançado nesta sexta, 28, em Crato

“Dormindo à Borda do Abismo – A Medicina no Cariri Cearense (1800-1900) é o mais novo lançamento do escritor e médico, J. Flávio Vieira. Mais uma vez, o médico humanista traz à tona um trabalho rico e necessário para o resgate de uma memória importante de sua área na região.

Depois de ser lançado no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Cariri (UFCA), dia 21 último, em Barbalha, na próxima sexta-feira, 28, às 19 horas, será a vez de Crato. A solenidade acontece no Salão de Atos da URCA.

Pesquisa

O trabalho é resultado de uma pesquisa de mais de dez anos. O autor buscou atuar num terreno nebuloso e até então pouco trilhado pelos pesquisadores da História Regional. Embasado em vasta bibliografia e pesquisa ampla em hemerotecas como da Biblioteca Nacional e Menezes Pimentel, do Instituto Cultural do Cariri – ICC, de exuberante documentação do Departamento de Histórico Diocesano Padre Antonio Gomes, J. Flávio Vieira traça o perfil da Medicina no Cariri nos Oitocentos, nas suas mais diversas facetas (A Medicina Científica, A Medicina Popular, A Medicina Indígena e a de Viés Religioso).

Explicitam-se quais foram os nossos primeiros médicos, os primeiros boticários, os dentistas e homeopatas   pioneiros e alguns luminares da Medicina Popular e Jesuítica, entre estes últimos os padres Ibiapina e Cícero Romão. Desfraldam-se, também, os horizontes dos nossos primeiros rudimentos hospitalares e o mais amplo relato conhecido sobre nossas grandes epidemias: Cólera ( 1862-1864) e Varíola ( 1878).

Saúde no século XIX

São mais de 400 páginas, com rica documentação apensa, onde se traçam não somente os primeiros passos das ciências de saúde no século XIX, mas um esclarecedor perfil histórico do Ceará e do Cariri na época. “Dormindo à Borda do Abismo” é um livro essencial para todos aqueles que desejam compreender a Medicina inserida na nossa Capitania e no Sul cearense, naqueles conturbados anos de Revoltas como a de 1817 e a Confederação do Equador, as Guerras da Independência e do Paraguai e o holocausto da secas periódicas e das pestes que assolaram terras caririenses.

Posts Relacionados

March 12, 2014
home_lifestyle_blog_hot_1

Crato: Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa cancelada em função da pandemia

Marcada no imaginário caririense, a Festa da Santa Cruz da Baixa Rasa completa 105 anos de existência nesta segunda-feira, 25. O evento conta com a presença centenas de cavaleiros, além dos grupos de tradição popular, seguindo […]

March 12, 2014
home_lifestyle_blog_hot_1

ONG Beatos realiza oficina gastronômica à base de manga

A ONG Beatos realiza oficina de receitas à base de manga, aberta à comunidade, em prol de uma gastronomia sustentável neste período de safra. A ONG […]

March 12, 2014
home_lifestyle_blog_hot_1

Aluno da Estácio projeta dispositivo para alimentar cães e gatos controlado por aplicativo

O alimentador automático tem horários e quantidade de ração pré-programada pelo dono dos bichos de estimação A vida moderna é extremamente inovadora e a cada dia […]

March 12, 2014
home_lifestyle_blog_hot_1

Fóssil de dinossauro mais antigo devolvido ao Museu de Paleontologia

Espécie mais antiga já encontrada na bacia do Araripe pode ser vista no Museu Plácido Cidade Nuvens O Museu de Paleontologia Plácido Cidade Nuvens, da Universidade […]

Deixe seu Comentário sobre este post